segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Poesia


(ainda sem nome)

Algo que há
Que reside em cada um,
Encobrindo meio aos sentidos,
Porém, atos, que nos denunciam,
Através do sorriso, 
Desejos ocultos,
Enterrado na fala,
Das expressões, 
Dos disparastes do coração,
Do nosso, 
E do outro.

SRM

Nenhum comentário:

Postar um comentário